quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Procedimentos da Equipe de Libertação


A Equipe de libertação

1. O Grupo.

• Quantidade: É bom que seja um grupo de 3 a 6 pessoas entre homens e mulheres quando for em casos de libertação de uma pessoa. É bom que sejam 3 pessoas dentro da sala, um líder, e dois ministradores e os outros membros ficam a interceder, orar e ler a Bíblia em voz alta, em uma outra sala, ou salão próximo da sala de libertação.
 
• Mas em caso de libertação em massa é necessário o trabalho de vários grupos e estar vigilante a tudo.
 
• Não ore de olho fechado, e nem gritando ( grito não tira demônio), a sua oração não pode ser mais alta que a pessoa que esta sendo liberta. Aprenda a orar em Espírito e em voz suave. Jamais permita que a pessoa feche a mão.
 
• Numa libertação as pessoas ministrando e os intercessores devem estar libertos. Isto é, não deve haver pecados escondidos, mentes passivas, mantenha uma prestação de contas com Deus, Peça perdão imediatamente após ter falado, feito , ou pensado algo de errado. Ninguém é perfeito, por isso peça ao Espírito Santo para te aperfeiçoar e mostrar as áreas da tua vida que precisam de uma limpeza ou um ajuste de Deus. Se você está na equipe por curiosidade, cuidado, você poderá ser atingido ou ferido terrivelmente.
 
• Você precisa aprender a vestir-se com a armadura de Deus. (Adquira e leia o livro Sangue nos Umbrais de William e Sharon Schnoebelen e leia o capitulo 12) estude sobre como pode se revestir com a armadura de Deus.
 
• Controle a sua língua, nunca fale, ou jamais faça qualquer comentário sobre aquilo que te foi trazido em espírito de confissão e arrependimento. Se você tiver necessidade de falar sobre um caso, procure o seu líder ou pastor, e orem juntos pela pessoa. A confissão feita a você, não deve ser revelada aos membros de sua família ou outros irmãos da igreja. Os casos são confidenciais ( Gálatas 6.1-2)
 
• Jejum: Haverá casos em que os membros precisarão orar e jejuar para poder ajudar a pessoa( Marcos 9.29)
 
• Se você começar a passar mal, por algum motivo, durante a libertação de alguém, repreenda o espírito de enfermidade imediatamente, isto é um dardo. Se ficou confuso, expulse o espirito de confusão mental, se sentiu sono, expulse o espírito de letargia e preguiça. Muitas vezes os irmãos ministrando a libertação verão, sentirão ou receberão discernimento, do que está agindo, antes que a pessoa começe a sentir aquilo. Você precisa agir rapidamente. Muitas vezes você precisará repreender em voz baixa, pois o líder estará ajudando a pessoa a confessar.
 
• Jamais ministre uma libertação SOZINHO, ESPECIALMENTE EM CASO DE UM HOMEM PARA UMA MULHER OU VICE-VERSA.
 
• Oração: O grupo precisa orar junto, e os membros do grupo precisam aprender algo chamado acréscimo a oração (intercessão). Não adianta , uns orarem e outros não. Daqui pra frente você precisará criar o hábito de orar sempre que puder, onde estiver. E sempre que houver oração na igreja, vigília, etc você deve participar.
 
• A Palavra: Leia a Bíblia diariamente.
 
• Discernimento e concordância: Aprenda algo chamado o “fluir do Espírito Santo”. A união e concordância dos membros é essencial na libertação. Seja submisso ao seu líder e seja obediente ao Espírito Santo. Lembre-se Satanás e os demônios farão de tudo para desequilibrar ou criar desarmonia no grupo. Não critique os seus pastores ou líderes, ore por eles, nem duvide de seus irmãos, seja sábio, não faça o jogo de Satanás. Todos devemos estar no mesmo espírito, em sintonia aprender a ouvir uns aos outros. Em uma libertação que estive, um demônio começou a chamar nossos nomes e tentar nos atemorizar, apenas o repreendemos e ele se calou e saiu. De repente outro demônio começou a falar pela boca das pessoas dizendo, - “Ela não ama a Deus, vocês estão perdendo tempo”. Ele fez isto para criar dúvida em nós sobre, o desejo que a pessoa tinha de se libertar. Imediatamente repreendemos. Depois um outro espírito disse “- Vocês não amam a Deus, e também não a amam, ninguém a ama.” Este demônio fez isto para colocar dúvida em nós, de uns para com os outros e de nós para com ela. Todos do grupo vimos que isso era mais um ataque dele para trazer dúvida e discórdia. Repreendemos juntos em nome de Jesus Cristo, e o demônio se foi. A Jovem voltou a si, e disse “- Deus não me ama”. E lhe dissemos : “ Ama sim, pois Jesus Cristo deu a vida dele por ti e quer te libertar, e nós te amamos ou seja amamos esta vida, esta irmã”. Saiam em nome de Jesus Cristo. De repente ela deu um grito e disse “- Jesus me ama sim! Saiam da minha cabeça em nome de Jesus Cristo. Ela estava com uma consciência parcial, ouvia, via e sentia tudo, mas os demônios tinham controle dos seus lábios, e usavam para nos perturbar fazer com que ela se sentisse inútil. Por vezes algumas pessoas perdem a total consciência, em outros casos a perda é parcial.
 
• O LÍDER: O líder do grupo deve estar atento e ver, quando alguns membros precisam ser substituídos, por outros e quando, ele ou ela precisa se retirar e pedir discernimento a Deus. A liderança do grupo pode mudar várias vezes numa libertação. As vezes isto acontece para que aquele membro que estava orando com a pessoa, descanse um pouco, pois ele estava na linha da frente de combate.
 
• É muito cansativo para uma só pessoa ficar na liderança por muito tempo, por isso o líder vai indicar a mudança. Qualquer membro do grupo tem que estar apto para ajudar a pessoa orar corretamente e se libertar.
 
• O trabalho de libertação é gratificante pois vemos mais uma pessoa ser liberta para glória de Deus, mas é também bastante árduo. Jamais apresse uma libertação, há casos que podem levar horas ou dias por causa do nível de infestação ou da saúde da pessoa. Lembre-se você precisa dispor de:
 
A) Tempo: Leva algum tempo até a pessoa confessar tudo e expulsar o mal.
B) Energia: Você precisa pedir força a Deus, porque se sentirá cansado e fatigado. Por vezes você continuará lutando contra aqueles demônios por dias a fio. Deve alimentar-se bem, mas moderado. Coma proteínas, frutas etc
C) Paciência: Haverá algumas pessoas que necessitarão de várias libertações, porque não conservam a libertação. Isto acontece, porque voltam a prática do pecado, ou tem gatilhos, ou foram atingidas por dardos inflamados, algumas é através de pensamentos injetados ou sugestionados pelos demônios. A pessoa passa aceitar os pensamentos como seus, e quando vê, já esta com sintomas do mesmo problema. Você precisará ajudar a pessoa identificar como os demônios estão tendo acesso a sua mente.
D) Graça: Você precisa pedir a graça de Deus constantemente em sua vida.
E) Compaixão: lembre-se cada pessoa é um ser individual, mostre o amor de Deus, dando o seu apoio ao irmão(ã) que será companhado após a libertação, seja sábio.

Sugestões: A sala de libertação: O melhor lugar para se realizar uma libertação é dentro da igreja. Os irmãos que pertencem ao grupo devem se ajudar, nem sempre o líder lembrará de tudo. Ex. Balde, água, chá, lenços descartáveis, cadeiras, mantas, etc. Há alguns demônios que quando saem provocam, tosses, espirro, expectoração, suores, etc. A equipe deve estar pronta para agir.

• Em casos de emergência, leva companheiros do grupo de libertação contigo. E amarrem o mal antes de chegar a casa. Orem pedindo a Deus que purifique os elementos a sua volta, ar, terra, água e fogo. E que impeça que os demônios usem isto contra ti.Antes de atender qualquer chamado, tenha certeza de que a pessoa que te chamou, vive naquela casa, ou que tem direito de te chamar, pois isso evita problemas.
 
• Ao chegar um dos membros precisará ungir : Porta, portões, janelas, garagem, carros, quintais e jardins. Assim também como toda a linha de comunicação , telefones fixos, celulares (telemóvel), linhas de internet, inclusive as móveis parecidas com USB. Ore e peça a Deus que neutralize todo mal, inclusive maldições que poderão se lançadas pelas linhas de comunicação.
 
• Se for possível traga a pessoa a Igreja ou peça para que alguém traga a pessoa a igreja.
 
• Lembre-se todo material profano, pornografia, musicas mundanas, filmes, games, tem que ser removido e destruído. Qualquer literatura ocultista, livros de bruxaria, budismo, islamismo, xintoísmo, mormonismo, maçônicos, resecrusianismo, nova era, impedirá a completa libertação da pessoa etc.
 
• Qualquer símbolo ou objeto ocultista, roupas com símbolos ocultistas, brincos e jóia ocultistas, dinheiro oferecido a ídolos, estátuas de santos, velas de oferecimento, altares, árvores da sorte, tabuleiro de Ouija, teias de sonhos, terços, incensos etc precisam ser removidos, Se não os demônios terão direito legal para voltar a casa e a vida da pessoa.
 
• Se a pessoa tem algum piercing no corpo, tem que ser removido ou jamais conseguirá ser liberta. Se tiver algum cordão amarrado na barriga, no pescoço ou na mão. Incluindo aquelas pulseiras de borracha de várias cores, utilizada para equilibrar a áurea. Ou aquelas usadas informando o tipo de envolvimento ou relacionamentos que a pessoa já teve; jamais deverá ser usada.
 
No dia da libertação
 
• A higiene é fundamental. A pessoa deve se banhar, higienizar. Vestir roupas limpas e confortáveis. Os membros do grupo devem manter uma higiene exemplar. Os demônios habitam na sujeira.
 
A Pré-entrevista
 
• Você precisará sentar com a pessoa e tomar notas, para determinar que tipos de portas foram abertas e os possíveis agrupamentos de demônios. Talvez você vai precisar orar com aquela pessoa naquele momento da pré-entrevista porque ela está oprimida. Ore com sabedoria, faça a pessoa confessar Jesus Cristo, se desligar da herança familiar, e pedir perdão, expulsar os demônios e quebrar as maldições. Entregue a pessoa a lista ou apostila contendo as explicações para as portas de entrada, no qual a pessoa deve ser sincera e honesta no que marcar. E marque uma libertação completa para aquela pessoa em um outro dia.
 

Google+ Followers

Postagens populares