terça-feira, 15 de outubro de 2013

Cristão e o Mundo!

Browse > Home / / Se relacionando com o mundo

Se relacionando com o mundo

1 comentários
“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.” 1Jo 2.15,16
A palavra “mundo” (grego kosmos) freqüentemente se refere ao vasto sistema de vida desta era, fomentado por satanás e existente à parte de Deus. Consiste não somente nos prazeres obviamente malignos, imorais e pecaminosos do mundo, mas também se refere ao espírito de rebelião que nele age contra Deus, e de resistência ou indiferença a Ele e à sua revelação. Isso ocorre em todos os empreendimentos humanos que não estão sob o senhorio de Cristo.
Na presente era, satanás emprega as idéias mundanas de moralidade, das filosofias, psicologia, desejos, governos, cultura, educação, ciência, arte, medicina, música, sistemas econômicos, diversões, comunicação de massa, esporte, agricultura, etc, para opor-se a Deus, ao seu povo, à sua Palavra e aos seus padrões de retidão. Por exemplo, satanás usa a profissão médica, para defender e promover a matança de seres humanos nascituros; a agricultura para produzir drogas destruidoras da vida, tais como o álcool e os narcóticos; a educação, para promover a filosofia ímpia humanista; e os meios de comunicação em massa, para destruir os padrões divinos de conduta. Os cristãos devem estar conscientes de que, por trás de todos os empreendimentos meramente humanos, há um espírito, força ou poder maligno que atua contra Deus e a sua Palavra.
O mundo e a igreja verdadeira são dois grupos distintos de povo. O mundo está sob o domínio de satanás; a igreja pertence exclusivamente a Deus. No mundo, os cristãos são forasteiros e peregrinos, conforme menciona a Bíblia Sagrada e não devem:
- pertencer ao mundo (Jo 15.19),
- se conformar com o mundo (Rm 12.2)
- amar o mundo, e SIM vencer o mundo, odiar a iniqüidade do mundo, morrer para o mundo e ser libertos do mundo.
Amar o mundo corrompe nossa comunhão com Deus e leva à destruição espiritual. É impossível amar o mundo e ao Pai ao mesmo tempo. Amar o mundo significa estar em estreita comunhão com ele e dedicar-se aos seus valores, interesses, caminhos e prazeres. Significa ter prazer e satisfação naquilo que ofende a Deus e que se opõe a Ele .
Note, é claro, que os termos “mundo” e “terra” não são sinônimos; Deus não proíbe o amor à terra criada, à natureza, às montanhas, às florestas, etc.
O cristão não deve ter comunhão espiritual com aqueles que vivem o sistema iníquo do mundo deve reprovar abertamente o pecado deles, deve ser sal e luz do mundo para eles, deve amá-los e deve procurar ganhá-los para Cristo. Da parte do mundo, o verdadeiro cristão terá tribulação, ódio, perseguição e sofrimento em geral. O sistema deste mundo é temporário e será destruído por Deus.

Google+ Followers

Postagens populares