terça-feira, 15 de outubro de 2013

As Dispensações

Browse > Home / / / As dispensações

As dispensações

0 comentários
Olá amigos e leitores estamos de volta e hoje postando mais uma matéria sobre escatologia.

Um assunto de certa importância e para maior compreensão da Bíblia Sagrada chama-se: as Dispensações.

O dispensacionalismo vê o mundo e a história como uma casa dirigida por Deus. Neste mundo Deus está conduzindo ou administrando os negócios de acordo com Sua vontade e em várias fases de revelação. Essas fases são conhecidas como as dispensações. É importante destacar desde logo que as dispensações não têm nada a ver com o modo como as pessoas são salvas de seus pecados.

De acordo com a perspectiva bíblica, o que são as dispensações ou eras da história? Há sete dispensações que podem ser deduzidas da Palavra de Deus, sendo elas:
  • Inocência (Gen 1.28-3.6): esta foi aparentemente a mais curta das dispensações e terminou com a queda de Adão e Eva.
  • Consciência (Gen 3.7-8.14): a palavra consciência usada para descrever esta dispensação é encontrada em Rom 2.15, que descreve o tempo entre a queda e o Dilúvio.
  • Governo Humano (Gen 8.15) Depois do dilúvio, Deus disse que não julgaria diretamente o homem até a segunda vinda de Cristo. Dessa maneira, uma agência humana conhecida como governo civil foi divinamente estabelecida para mediar e tentar refrear o mal dos homens.
  • Promessa (Gen11.10 - Ex.18.27) Este período é determinado pelo chamado de Abraão e pela promessa feita a ele e aos seus descendentes, físicos e espirituais.
  • Lei/Israel (Ex 19- João 14.30): Israel não foi e nunca seria salvo por guardar a Lei. Pelo contrário, a lei estipulava como eles deveriam viver. Ela deveria governar cada aspecto de suas vidas. Mas a lei era temporária até se cumprir em Cristo, por ocasião de sua vinda.
  • Graça/Igreja (Atos 2.1 - Apocalipse 19.21): A lei da vida para a igreja é a graça, e através de Jesus, a graça de Deus se estende a todos, por todo o mundo, por meio do evangelho.
  • Reino (Apocalipse 20.1-15): Durante o reino milenar do Messias, em Jerusalém, as promessas que Deus fez a Israel como nação serão cumpridas. A igreja também reinará e governará com Cristo como Sua noiva, os gentios também colherão grandes bênçãos.

A teoria da dispensação capacita-nos a compreender corretamente o horário profético de Deus para a história. A era atual enfoca a igreja, e não Israel, como instrumento por meio do qual Deus agora opera. Em breve essa igreja será arrebatada da terra e Deus começará a cumprir tudo o que prometeu a Israel, ou seja, o fim está mais próximo do que você imagina.

"Bem-aventurados aqueles que lêem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as cousas nela escritas, pois o tempo está próximo" (Apoc. 1.3)

Por Elder Sacal Cunha

Google+ Followers

Postagens populares