sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Além da Vida!


O LUGAR DOS MORTOS - Parte 2

          Na primeira parte deste estudos, vimos que o Velho Testamento nos fala em Sheol, e Sheol profundo, e que os mortos estão no Sheol. Iniciamos nosso cometário sobre a parábola dita por Jesus, do Rico e de Lázaro, Lucas 16: 22-31,  e  podemos perceber, que quando Abraão diz ao Rico,  que existe um abismo entre eles (versículo 26) a parábola confirma, o que diz o Velho Testamento, dois Sheol.

          Jesus através da parábola, nos conta que,  Lázaro morrera, e foi levado, pelos anjos,  ao seio de Abraão (Versículo 22), e no mesmo versículo diz que o Rico, morreu e foi sepultado. Em seguida no Hades, pois é a palavra grega que está no texto, e não inferno, como está na maioria das traduções, somente a tradução NVI deste texto, está correta, e  em tormento, o Rico viu a Lázaro no seio de Abraão (versículo 23).

          Então fica claro que se os mortos vão para o Sheol, ou Hades, e ficou claro, que existe dois Sheol, então podemos concluir que existe, o Sheol (seio de Abraão) para os salvos, e o Sheol Profundo, ou o Amoq Sheol, ou Takhtiy Sheol, é para os condenados, e o que é mais importante, os que estão no Sheol Profundo, já estão em sofrimento, e os que estão no Sheol em paz.

           A questão de subir ou descer, ao Sheol, se refere a isto, descer ao Sheol profundo, ou subir ao Sheol dos Salvos, e como disse a parábola, passar de um lado para o outro é impossível, existe um abismo entre eles. Então fica claro a questão de "lugar dos mortos salvos" e "lugar dos mortos condenados", e que existe um Amoq (abismo) entre eles.  Mas vamos nos aprofundar um pouco mais nisto.

I- Um grande erro doutrinário.
 
          A maioria das pessoas, que fazem parte da Igreja de Cristo, isto é o Corpo de Cristo, sem placas de denominações, principalmente aqui no Brasil, não tem conhecimento de Hebraico ou de Grego, a na maioria dos casos, mal sabem o português, e infelizmente são levadas a erros, pelos textos mal traduzidos do Hebraico ou do Grego.

           Eles não tem obrigação de saber Hebraico ou Grego, mas o pastor,  o líder religioso,  tem por obrigação o saber, ou pelo menos ter um conhecimento. Mas infelizmente sabemos que não é isto que acontece, pessoas mal preparadas, sem conhecimento bíblicos, verdadeiros "neófitos" como diz Paulo a Timóteo, na sua primeira carta (I Timóteo 3:6) que caem em tentação de demônios, como diz Paulo, ainda neste versículo de  Timóteo, e acham que podem pastorear Igrejas, abrir Igrejas, criar denominações, e  levados pela tentação financeira, dos dízimos, não quero dizer que a doutrina bíblica do dizimo, está errada, mas muitos, recém convertidos, acham que podem ter uma vida financeira estável, pelo recebimento de dízimos, dos fieis, e criam teologias, baseadas em interpretações erradas, de textos já mal traduzidos, portanto também errados, e criam doutrinas, e levam muitos ao erro. É como um cego conduzindo a outro cego, como disse Jesus, ambos cairão na cova, e isto é inevitável, se prosseguirem na caminhada. E é por isto que temos muitas pessoas, que já passaram por igrejas, e hoje estão no mundo. De alguém o sangue destas pessoas será requerido, como diz a própria palavra de Deus, e ai! destes, o sheol profundo os espera de braços abertos.

          E o que vemos: Igrejas enormes, mas verdadeiras empresas, cujo objetivo principal, é o "lucro" através do dizimo,  e para tanto usam de encenações teatrais, de curas, de libertação, de pessoas que se tornaram bem sucedidas, verdadeiros circos, e muitas vezes transmitidas por emissoras pagas de TV,  para convencer os crédulos, que por não conhecerem verdadeiramente a Deus, e a sua palavra, caem nas suas armadilhas,  verdadeiros lobos em peles de ovelhas, e você acha que isto é novo, é moderno, eu te digo Satanás é pouco criativo, ele é repetitivo, coisas que  ele já usou, e deram certas no passado, novamente são usadas, hoje,  por ele. Os fariseus nos tempo de Jesus, já faziam as mesmas coisas, enganavam as pessoas pela religiosidade, para levarem vantagens financeiras.

          Ou então pequenas denominações, que baseadas numa teologia, criada por Satanás, de que ser Cristão, é viver num mar de rosas, tudo o que você pedir será concedido, você será "prospero" dizem eles, e para tanto é "dando que se recebe". Se você observar a vida que levaram os apóstolos, os profetas, os heróis da fé,  os primeiros cristãos, perseguidos, morando em cavernas, como vimos na postagem I deste assunto, a vida deles não foi nada fácil. Pergunta a Isaías quando você chegar la no sheol dos salvos, se foi fácil ser serrado ao meio vivo? A serra era aquela de cortar toras, antigamente, em que ficava uma pessoa de cada lado e a movia.

          E quando Jesus inicia seu ministério, e vai pregar na sinagoga de Nazaré, a sua cidade de origem, Ele deixa bem claro, que as coisa do Reino de Deus, não seguem as regras da lógica humana,(Lucas 4:23-27 e Ele lembra de dois fatos: Primeiro o da viúva de Sarepta, e diz que houve fome por três anos e meio em toda a terra, que havia muitas viúvas passando fome, e morrendo em função disto, em Israel, mas Elias foi enviado por Deus a somente uma, e esta nem era de Israel, era de Sídon, pais vizinho a Israel, e em segundo lembra que havia muitos leprosos em Israel, no tempo de Elizeu, e que muitos morreram pela doença, pois nenhum foi limpo, e o único que foi limpo foi Naamã, que também não era israelita, mas Sírio.

          O esperado o previsível, a lógica humana, diz que primeiros os de casa, então os israelitas, deveriam ter sido primeiro abençoados, mas quem foi?  Foram dois estrangeiros, gentios, para os israelita.  E então você acha que Deus tem obrigação de te abençoar? Como você tem ouvido na tua Igreja?  E que Ele vai te tornar prospero, porque a palavra diz que Ele é o dono do ouro e da prata? Porque você é Cristão? E até profetizam prosperidade sob a sua cabeça. Mas infelizmente você está sendo enganado, está sendo levado ao erro, como diz popularmente, estão te vendendo " Gato por Lebre" e não é o que o próprio Jesus diz !

          O que Jesus, realmente,  te promete é a sua salvação, a Canaã Celestial, mas para chegar lá você tem que passar pelo deserto, como o povo israelita teve que passar, para chegar a terra prometida, e sem murmuração, pois pode ficar no meio da caminhada, como 3 milhões ficaram, no êxodo, mas saiba que o que Ele te promete, é que vai estar contigo, de dia e de noite, 24 horas,  vai te acompanhar em todos os momentos da sua caminhada, e que nada, nada mesmo do que você vai precisar, para chegar lá,  vai te faltar. Pois então, sim! Ele é o Deus dos impossíveis.

          E muitos que de boa fé,  acreditaram nestas promessas de prosperidade, e não conseguiram nada, pois foi lhe dito, e é o que fazem os lideres destas Igrejas, de que ele estava em pecado, e agora, acham que tem pecado, e que Deus jamais vai abençoa-las, e hoje estão fora das Igrejas.

          Dizer que uma pessoa que não prospera porque tem pecado, que as coisas vão mal na sua vida porque tem pecado, também não é nada moderno. Satanás já usou a mesma estratégia com Jó, para fazê-lo blasfemar contra Deus, e Jó viveu a aproximadamente 4500 anos, e então você acha que o que Satanás prega nestas Igrejas, é novo?

           Meu irmão se você está nesta caminhada, arrependa-te e procure conhecer a palavra de Deus verdadeiramente, para não ser enganado. Repito Novamente o próprio Jesus disse: "Errais por não conhecer as Escrituras e o poder de Deus". Estes lobos, vestidos de pastores, querem é comer o rebanho, e não conduzi-los a pastos verdejantes, tiram até os passes de coletivos, de pessoas bem intencionadas, de viúvas, tenho visto aqui na minha cidade, muitas pessoas idosas, voltando a pé para suas casas, pois deu até o passe do coletivo para estes lobos.

          Numa outra postagem vou falar sobre dízimos, e você verificará que foi enganado a vida inteira, não é nada do que a religiosidade, a ganancia financeira, prega para te convencer a dá-lo.

          Mas voltando ao nosso assunto, muitos pastores insensatos, criam posições teológicas, em cima de textos mal traduzidos, muitos tem pregado a interrupção total da existência até a ressurreição do corpo, na segunda volta de Cristo. Considerando que a existência humana, está interligada a um corpo, ou o físico, que após a morte ficou na sepultura, ou o glorificado, que será dado quando da segunda vida de Cristo, e então neste intervalo entre um corpo e outro, a vida se interrompe, fica-se em estado de dormência.

          E quando se deparam com a parábola do Rico e de Lázaro, argumentam que é somente uma parábola, os personagens não eram reais, esquecem-se ou se fazem de esquecidos, ou até desconhecem, que Jesus falava em parábola, usando um material conhecido por todos, palpável, para transmitir o entendimento de algo subjetivo, espiritual, não palpável. Falou da ovelha perdida, todos sabiam o que era uma ovelha, falou da dracma perdida, todos sabiam o que era uma dracma, para transmitir o ensinamento do que é o Reino de Deus, vamos ver  isto daqui a pouco.

          E quando Jesus em seguida falou da parábola do Rico e de Lázaro, todos ali sabiam o que era sheol, amoq sheol ou takhtiy sheol.

         Mas como vimos na parábola do Rico e de Lázaro, ambos estavam vivíssimos, e tinham conhecimento de suas vida passada,(Verso 25) muitos também dizem que lá  nos céus, não se terá noção de parentesco, pois veja que o Rico se lembrou de seus irmãos que ficaram aqui na terra, e pediu para que Abraão, que na parábola, prefigura o próprio Deus,(verso 27), quer enviasse a Moisés, que estava la no Sheol, ou um dos profetas, talvez Isaías, ou Jeremias, ou Elias, que também estavam lá no sheol, para que fosse e pregasse a seus irmãos, no que Deus não permitiu, pois só saem do sheol, aqueles que tem permissão de Deus.

          E para que o escolhido, caso Deus permitisse,  pudesse sair do sheol, teria que ser ressuscitado, como aconteceu com Lázaro, não este fictício  mas aquele, Lazaro, real, irmão de Marta e Maria,  a quem Jesus ressuscitou após 4 dias,  e como a própria palavra diz, em uma das 613 Leis, dada por Deus a Moisés, consultar ou falar com mortos é abominação Levíticos 20:27 e 19:31.

          Então para que o escolhido, pudesse falar, teria que ser ressuscitado, pois assim, como acontecera com Lázaro, o ressuscitado por Jesus, e voltou a ser vivente, então não era abominação falar com ele, pois ele voltara a ter vida humana na carne. Então foi o que Deus disse ao Rico, eles que escutem os vivos! Pois mesmo que ressuscitasse um destes, não acreditariam.

II - Aqui!  Cai por terra a doutrina Espirita
 
          Aqui nas palavras do próprio Jesus, cai por terra a doutrina espirita, sem a permissão de Deus, ninguém sai do sheol, conforme I Samuel 2:6, " O Senhor dá a morte e a vida, faz descer ao Sheol e de lá voltar." Veremos ainda neste estudo, que alguns voltarão com a permissão de Deus, mas ressuscitados em seus corpos físicos, não reencarnados em outros corpos, ou em espírito.

          Mas a doutrina espirita diz, que os espíritos voltam encarnados em outras vidas, e para o aperfeiçoamento, e isto segundo as palavras do próprio Jesus, é impossível, o que confirma o versículo de Jó 7:9 " A nuvem se dissipa e passa: assim quem desce ao Sheol, não subirá de novo."

           O que ocorre nas sessões espíritas? Satanás é enganador, os mesmos demônios que agem no baixo espiritismo, agem nos chamados espiritismo de mesa branca, enganando quem os consulta, pois  Deuteronomio 18:11-12 diz que, isto é abominável aos olhos de Deus, e foi Ele mesmo quem o disse a Moisés, na Lei,  em Levíticos 20:27. Não vamos falar sobre isto, hoje, mas segundo Apocalipse 12:4,  1/3 dos anjos, caíram com Satanás, e estes eram da ordem de "autoridade de poder", vamos estudá-los quando falarmos em outra postagem sobre o que causou a revolta do Querubim Ungido, Azazel, pois este é o verdadeiro nome de Satanás, e está registrado em Levíticos 16:8, na tradução, Almeida Corrigida Revista e Fiel, o nome foi trocado por "emissário", mas nas outras traduções,  NVI, Imprensa Bíblica, e Católica, no versículo consta o nome de Satanás. Mas a capacidade que eles tem,  de se fazer passar, pois são dos "de poder" , de enganar, é inimaginável.

           E muitos estão enganados, pelas sessões espiritas,  pois o próprio Jesus disse, que isto era impossível, voltar do sheol sem a permissão de Deus,  e o próprio Deus disse que isto é abominável! Você acredita nas palavras de Deus e Jesus, pois eles não mentem, não enganam ninguém, ou acredita na "teoria" de Alan Cardec, e nas atuações de Satanás. Pense Nisto!

           Podemos concluir que existe o " lugar dos mortos"  o "Sheol", e ele esta subdividido em duas regiões, o Sheol dos salvos, que aguardam a primeira ressurreição, e o sheol dos condenados que aguardam a segunda ressureição. Vamos falar mais sobre isto a frente.

III - A caminhada do Rei Jesus com destino a Jerusalém.
 
          É importante entendermos esta caminhada de Jesus, com destino a Jerusalém, onde Ele sabia que seria crucificado, para podermos entender o que é o Reino de Deus, e porque os mortos estão no Sheol, ou Hades em grego, que é a mesma coisa, se refere ao mesmo lugar, e como estão neste lugar, com que corpo, se estão dormindo, como muitos acham, ou se estão vivendo em lugar normalmente, apenas aguardando a segunda volta de Cristo.

Então abra a sua Bíblia no Livro de Lucas, no capitulo 13, se você não tem Bíblia, entre no site da http://www.bibliaoline.com.br/, Lucas é o terceiro livro do Novo Testamento.

          Veja a partir do verso 10 ao 17 - Ele cura uma mulher paralítica, na sinagoga, e num dia de sábado. E é questionado pelo príncipe da sinagoga, ou o sacerdote, pois sábado era o dia santificado, em que trabalho nenhum deveria ser executado, e cita a Lei, Êxodo 31:15, não vou falar muito sobre isto hoje, mas os fariseus, que era a classe sacerdotal, criara muita religiosidade sobre a Lei, e é com isto que Jesus, os confronta, para poder realmente ensinar as escrituras, se você olhar um pouco antes do versículo 15,  no Texto de Êxodo 31, verá que Deus descrevera a construção do Tabernáculo, ou a Tenda da Congregação, onde a partir daquele momento falaria a Araão e Moisés, entre os querubins, na arca da aliança.
 
          O Judeu entende que, como logo após a descrição do Tabernáculo, e os materiais que seriam usados, e eram 13, em seguida ele fala da guarda do Sábado, e como o Tabernáculo, tinha três compartimentos, o átrio, o lugar santo, e o santo dos santos. 13 materiais, 3 compartimentos, então 39 atividades relacionadas a isto,  eram proibidas no sábado. mas a Lei dizia que a vida de um ser humano, a cura de um ser humano, era soberana, qualquer atividade relacionada a isto, era permitida, e ao contrario do que eles praticavam, pois toda a atividade agrícola, pois no Tabernáculo, um dos materiais era a pele de animais, era proibida. Então Jesus os questiona, se antes de se dirigirem a sinagoga, se não soltaram seus animais dos currais, para o pastos, se não deram águas para os animais. Se eles fizeram isto! e todos haviam, feito! pois Israel era um pais puramente agrícola, porque senão,  os animais poderiam padecer e até morrer, se a vida daqueles animais era mais importante, do que a vida daquela mulher, que na verdade a Lei dizia que podia ser curada, quem dizia ao contrario, era a religiosidade dos Fariseus, uma filha de Abraão, portanto uma judia, que estava a 18 anos naquela situação, presa por Satanás. Então concordaram com Ele.

          E começa a falar na sua caminhada para Jerusalém "O que é o Reino de Deus" ao que o compararei? (versículo 18). E usando a fé daquela mulher como material, propõe a parábola do grão de mostarda (versículos 18 a 21). E diz: O Reino de Deus é como o grão da semente da mostarda, ele é minúsculo, é a menor semente de uma árvore, existente na face da terra, porém quando germina, e torna-se uma árvore, a árvore da mostarda é enorme. Esta parábola de Jesus é muito importante, pois muito acham, pela religiosidade, que lhes foi ensinada, que os salvos, serão em menor numero, do que os perdidos, os que vão para o inferno, baseados na parábola das portas, que ele propõe, logo em seguida.
 
          Mas isto é puro engano, os salvos serão e em muito maior numero do que os perdidos, é o que ele diz nesta parábola. Caso contrario onde estaria a sua vitória?  Quando ele diz a Pedro em Mateus 16:18, que as portas do Hades não prevaleceram contra a Igreja de Deus, é isto que está dizendo, os salvos serão em muito maior numero dos que estão no Sheol profundo. A única versão correta para o português deste versículo é a NVI, o que está no texto em grego, é "Hades" e não inferno. E completa propondo a parábola do fermento colocado em três medidas de farinha, ate que tudo levedou, e a massa cresceu. Então em seguida alguém lhe faz a pergunta: "Senhor são poucos os que se salvam?" então Ele fala das portas, (versículos 23-28) compara-a a Noé, a Arca, apesar de não cita-los no texto. O que Ele diz, é que o caminho para a salvação, realmente é difícil, é estreito, é passar por dificuldades, por provações, por calunias, é realmente um deserto, mas que procurai passar por esta porta, pois muitos tentarão mas não conseguirão, ficarão pelo caminho, como os Israelita, nos tempos do Êxodo, muitos não conseguirão, pois ficarão obcecados, pela facilidade da vida, pela religiosidade pregadas nas igrejas, dizendo que ser Cristão é fácil, é um rio de bênçãos, (Verso 26) e ele dirá não vos conheço! A palavra fala exatamente ao contrario, é difícil a vida Cristã,  e então quando se derem conta, a porta já  se fechou,  e irá para o sheol profundo, e verá como o Rico viu a Lázaro, a Abraão, Isaque, Jacó, os profetas, no sheol, e estará la no Sheol profundo,  em tormentos.
 
           Então não se deixe enganar, vida Cristã é difícil mesmo! mas temos Cristo 24 horas conosco, para sermos mais que vencedores. Então o que Jesus diz: Hoje a porta está aberta, então entrem por ela, enquanto é tempo, e a maioria entrará! Fala que virão pessoas de todas as partes da terra, que uns chegarão primeiro, outros quase no fechar das portas, porém o Reino de Deus, é para todos, não somente para judeus, como eles achavam.

          Nos versículos 31-35, vemos que alguns fariseus lhes dizem: Foge que Herodes quer te matar! E ele responde hoje estou vivo e curo, mas que seria morto, mas amanha e no terceiro dia, viria a sua vitória,  fazendo uma referencia a sua morte e ressureição, e também a Neemias 2:11-12, então Ele que só será morto, quando chegar em Jerusalém, pois é Jerusalém que se mata os profetas que se levantam contra ela, é em Jerusalém que estão, os falsos religiosos, os fariseus, que quando contestados, matam o questionador, como fizeram com Zacarias (II Cronicas 24:20) e diz que Jerusalém ficaria desolada, ficaria sem proteção divina, que por muitas vezes, a quis proteger, e Jerusalém recusou, e que só voltara, como Rei que é, e então dirão: "Bendito aquele que vem em nome do Senhor", em referencia a sua segunda vinda e o arrebatamento.

          E continua a falar em parábolas, sobre o que é o Reino de Deus, fala inclusive da parábola do Rico e de Lázaro, explicando como é sheol, e continua até o capitulo 19, quando chega a Jerusalém. Chega ao seu destino final como homem, mas caminhou para Jurasalem como um Rei, pois ali estaria a sua vitória final contra Satanás, e a religiosidade dos fariseus. Veio ensinando, o seu exercito,  sobre as dificuldades, as batalhas, as exigências, para se chegar ao Reino de Deus, o seu reino. Ensinou como em  Lucas 16:15 " que o que é elevado para o homem, é abominação para Deus". Satanás julgou te-lo vencido na cruz, mas na verdade era o início da sua grande vitoria.
 
          Jerusalém,  a cidade,  cujo nome significa:  "Deus proverá a Paz! Nas mãos de Satanás, os religiosos, como o sumo sacerdote, sacerdotes, escribas, fariseus, saduceus, que nada tinham a ver com as coisas de Deus, e baseados na Lei, que nem eles cumpriam,  oprimiam o povo em nome de Deus.
 
          O Judaísmo era a expressão de opressão dos homens. E Jesus como Rei, segue agora, libertando os oprimidos, curando, cegos, coxos, conforme profetizara Isaías, no seu livro no capitulo 61:1-2. Entrou em Jerusalém como Rei, como havia profetizado, Zacarias em seu livro no Capitulo 9, versículo 9.E foi crucificado , em meu lugar, em seu lugar, pagou pelos meus pecados, pelos seus pecados, conforme Isaías 53.

Concluindo 
 
Concluindo esta parte: O Rei voltará! é o que veremos na sequência deste estudo, e o que acontecerá com o sheol.

Google+ Followers

Postagens populares