quinta-feira, 22 de agosto de 2013

As Provações de Deus foram Esclarecidas...


DEUS PROVA AS PESSOAS, E ELAS ACHAM MUITO DIFÍCIL

INTRODUÇÃO
 
          "É muito difícil!" é a desculpa que mais ouvimos, em nosso meio. Enquanto acreditarmos que é muito difícil, será realmente muito difícil! " DEUS PROVA VOCÊ E QUER VER A SUA RESPOSTA".
 
           Que o paralítico do tanque de Betesda ( João 5) ele achava muito difícil que fosse curado, porque não tinha homem algum que o colocasse no tanque quando a água era movimentada pelo anjo (verso 7) e era muito difícil mesmo! pois enquanto ele estivesse esperando pelos homens, isto jamais aconteceria.

          O ser humano, por influencia de Satanás, na sua maioria, é soberbo. E pela soberba, julga que não existe ninguém mais importante na face da terra,  do que ele mesmo, e por este princípio da soberba, ele te torna um egoísta. A maioria das pessoas que estavam ao redor daquele tanque, estavam esperando uma cura para si, ou para alguém muito próximo, e isto era a prioridade, aquele paralítico que já estava lá a 38 anos, ficaria até o fim de sua vida, se não fosse pelo encontro que teve com Jesus, e então, aconteceu o que ele mais queria, a cura da paralisia, o milagre aconteceu porque ele teve um encontro com Jesus Cristo, o filho de Deus se apresentou aquele homem, e aquele homem o aceitou,  e o milagre aconteceu, foi curado!

          Então meu irmão, não fique esperando por homens, Jesus bate a tua porta incessantemente todos os dias, 24 horas por dia, querendo lhe curar da paralisia espiritual, e você acha difícil? Você acha difícil viver uma vida de santidade, porque você vai ter que abrir mão, de coisas que você acha que são melhor para você, e despreza a Jesus Cristo, por causa delas ? Você como os Israelitas no deserto, prefere o Egito da sua vida, prefere a escravidão que Satanás lhe impõe, porque você acha difícil a vida com Jesus Cristo?

Deuteronômio 30:9:11 diz: O Senhor teu Deus, encher-te-á de bens em toda as obras de tuas mãos, no fruto de tuas entranhas, no fruto dos teus animais e nos produtos do teu solo, porque o Senhor se comprazerá de novo, em fazer-te feliz, como se comprazia nos tempos de teus pais, contanto que obedeças à voz do Senhor, teu Deus, obedecendo os seus mandamentos e seus preceitos escritos neste Livro da Lei, e que voltes para o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração de toda a tua alma. O Mandamento que hoje te dou não está acima de tuas forças, nem fora de teu alcance.

          Deus promete, e tudo o que Ele promete, e fala, Ele cumpre e faz; Promete que você será abençoado por Ele, que o fruto do seu trabalho será bem sucedido, que os seus filhos a sua descendência será abençoada, e que Ele terá prazer em te abençoar, contanto que O obedeça, e que ouça a sua voz, a voz de Jesus Cristo, que bate todos os dias na porta do teu coração, querendo fazer morada contigo.

          E diz mais,  o que Ele te pede,  está ao teu alcance, e que, o que Ele te pede não é difícil, e o que Ele lhe pede, é que esta obediência seja de coração, com respostas em atitudes, que é o que realmente mostra quem você é! Deus não quer discursos, palavras, de que você O obedece, mas na realidade não o faz, Ele quer atitudes.  O que Ele te pede não é tão difícil, quanto viver na escravidão de Satanás! Está ao seu alcance depende somente de você!   
 

I- DEUS NOS LEVA A CAMINHOS MAIS DIFÍCEIS DE PROPOSITO.

Êxodo 13:17 Quando o faraó deixou sair o povo, Deus não o guiou pela rota da terra dos filisteus, embora este fosse o caminho mais curto, pois disse: "Se eles se defrontarem com a guerra, talvez se arrependam e voltem para o Egito."

          Deus levou os Israelitas por caminhos mais difíceis de propósito, eles tinham que passar pela escola de Deus, assim como Moisés também o teve, ficou 40 anos em Midiã, para deixar de ser egípcio, um pretendente a faraó.

A- Moisés

Veja como Moisés era antes de Midiã: Atos 7:22 Moisés foi educado em toda a sabedoria dos egípcios e veio a ser poderoso em palavras e obras.

           Moisés foi criado como um dos filhos de faraó, era um pretendente ao trono, caso não houvesse herdeiros direto, seria o faraó, era o que dizia a Lei Egípcia. Era eloquente em palavras, falava muito bem, era poderoso na guerra, fora criado humanamente para ser um líder, um faraó. Êxodo 2, nos relata o tempo de crescimento de Moisés, e a sua fuga para Midiã, veja o verso 19, como ele chega à Midiã: No poço ele defende as filhas de Jetro, dos pastores, e quando elas chegam em casa, e relatam o acontecido a Jetro dizem: Um egípcio defendeu-nos dos pastores...Moisés era um egípcio!

           Apesar de ser hebreu de nascimento, pensava como um egípcio, as suas atitudes eram de um egípcio, de um faraó, se vestia como egípcio, o corte do seu cabelo era o de um egípcio daquela época, pois foi assim que as filhas de Jetro o reconheceram: "um egípcio". Era produto do meio em que fora criado.

          Quantos de nós, são gerados por pais temente a Deus, como eram os pais de Moisés, e no entanto, o Egito, a convivência com o mundo, os transforma a tal ponto, de nem mais serem reconhecidos como filho de Deus. Os princípios de Satanás, a soberba, a rebeldia a independência, que geram complexo de superioridade, egoísmo, são de tal forma estabelecidos nestas vidas, que passam a se comportar, agir de maneira a nem mais serem reconhecidos como filhos de Deus.

          Podem até ser intruidos, como fora Moisés, PHD em na formação profissional, como fora Moisés, a ciências do Egito, ou sabedoria como está no texto, era o que havia de mais avançado em termos culturais da época. Assim como Moisés, se faz faculdades, doutorados, é PHD em sua área, um profissional bem sucedido, e isto é ótimo! Porque Deus assim o permitiu que acontecesse, como permitiu que Moisés fosse criado no palácio de faraó.

          Mas Satanás usa uma benção de Deus, e os transforma a tal ponto, que olham todas as pessoas, de cima para baixo, como se fossem inferiores, se julgam auto suficiente, independente, não precisam de ninguém! Somente de si mesmo! E então está estabelecido o Egito em sua vida, a escravidão de Satanás.

          A rebelião contra Deus está estabelecida! Então passa-se a viver uma vida degradante, apesar de ser profissionalmente bem sucedido! O casamento, a vida familiar, a vida financeira, o ambiente profissional, tudo passa a ser um desastre! tudo vai mal! Porque vive-se a escravidão de Satanás, vive-se pelos princípios de Satanás. E Deus, ao contrario, sente prazer em te abençoar, como vimos no Texto de Deuteronômio 30, Satanás quer te matar, roubar e destruir.

          Podemos ser os melhores profissionais do mundo em nossas área, e isto vai te acontecer! Porque Deus teve prazer em abençoá-lo e tornar-te assim. Mas temos que escolher viver os princípios de Deus, Humildade, submissão e dependência Dele, então tudo nos irá bem! Como Ele prometeu em Deuteronômio 30, e Ele vai cumprir! porque é fiel para isto! E não escolhermos os princípios de Satanás.

          E não estou lhe dizendo isto, também por discurso, isto aconteceu em minha vida. Fui criado na Igreja, me formei profissionalmente, me envolvi com o mundo, e os princípios de Satanás foram estabelecidos em minha vida. Trabalhei como gerente de empresas nacionais e multi nacionais, profissional muito bem pago, mas Deus me fez, passar pelo deserto, para que eu pudesse aprender, e viver pelos princípios Dele.

          "Todas as coisas que considerava como ancora para minha vida, foram sendo tiradas, emprego, sucesso, dinheiro, casamento, família, a ponto de chegar ao fundo do poço, para reestabelecer os princípios de Deus em minha vida, e então Deus, tem restituído tudo o que Satanás me tomou, Deus tem restituído tudo aquilo que o gafanhoto comeu, como está no livro bíblico de Joel 2:25. Eu achava que as coisas em minha vida aconteciam porque eu me esforçava e as fazia acontecer, eram pelos meus méritos,  me esquecia que as coisas aconteciam, porque Deus as fazia acontecer, pela misericórdia Dele. Então tive que aprender como aquele povo no deserto,  da forma mais difícil, a viver uma vida de santidade diante de Deus".

1- Moisés se lembra da sua origem.

          Aos 40 anos, Moisés se lembra que era hebreu, o texto diz que, "veio-lhe ao coração" então vai ao encontro do seu povo, e viu um egípcio, ferindo um hebreu, e o matou por (Atos 7:23-24). Deus havia tocado o coração de Moisés, e naquele momento ele já sabia que seria o libertador do seu povo (verso 25). E no outro dia quando voltou novamente ao seu povo, e viu dois hebreus pelejando entre-si, e quis leva-los a paz, porém lhes disseram: Quem te constituiu príncipe ou juiz sobre nós? Queres tu matar-me, como ontem mataste o egípcio?

           E então Moisés fugiu para Midiã (versos 26-29). Deus havia colocado no coração de Moisés que ele seria o libertador do seu povo, porém agiu como fora criado, como príncipe, como poderoso em guerra. E Deus não precisava constituir um faraó hebraico, Deus não precisava de um líder guerreiro, Deus precisava de um líder como um pastor de ovelha, que pudesse conduzir um rebanho. Por isto Moisés ficou em Midiã 40 anos, para poder aprender de Deus, para aprender a ser pastor de ovelha, porque era um rebanho de pessoas que ele conduziria pelo deserto no futuro.

          Muitas vezes queremos impor dentro de nossas Igrejas a nossa formação profissional, muitos são policiais, advogados, médicos, etc... e querem impor a suas profissões dentro do corpo de Cristo, e as coisas de Deus não são nem por força e nem por violência, mas pelo Espirito de Deus, é o que Ele disse em Zacarias 4:6. Não era pela força de Moisés que o povo seria liberto, Moisés teria que aprender muito, pois dentro do plano de Deus, estava a desmoralização do Egito e de seu líder o faraó, que se intitulava um deus. Antes do povo sair, os Israelitas e os Egípcios teriam que aprender que o Egito não era nada, que faraó não era deus, diante da potente mão de Deus, e esta ação não seria de Moisés, essa ação seria do próprio Deus.

          Nas nossas vidas dentro do corpo de Cristo muitas vezes temos que aprender que Deus não precisa do policial, do advogado, ele precisa do ser humano que é investido por estas profissões, ele precisa da pessoa, que transmite as boas novas do evangelho, sem impor violência. Ele precisa do professor de Escola bíblica dominical, do professor de crianças, mas não do advogado. Ele precisa  dos que se dispõe a receber as pessoas nas portas das Igreja, e introduzi-las ao templo para ouvir da sua palavra, mas não precisa do engenheiro, do administrador de empresas. Ele precisa das pessoas que cuidem das viúvas, dos órfãos, dos necessitados, dentro do corpo de Cristo, mas não precisa do médico.

          Ele precisa de todos aqueles que,  pela humildade, submissão e obediência a Ele, independente de sua formação profissional, estiverem dispostos a fazer a sua parte no Reino de Deus, e, é por isto que fomos escolhidos pelo próprio Jesus, como Ele mesmo disse em João 15:16. Mas para chegarmos a este ponto, assim como Moisés temos que aprender muito de Deus, o nosso Egito,  o nosso faraó, Satanás, terão que ser humilhados. Temos que aprender, que quem age a nossa frente, em todas as situações dentro do corpo de Cristo, é o Espirito de Deus. E não é pela nossa força, mas pela força do próprio Deus, pelo seu Espirito que as coisas acontecerão.

          E Moisés aprendeu! O príncipe, aprendeu a ser hebreu novamente, como pastor das ovelhas de Jetro, era peregrino na terra, agora falava como hebreu, pensava como hebreu, agia como hebreu, era hebreu! O que outrora era eloquente em palavras, agora era pesado de língua, a ponto de Arão ter que falar por ele (Êxodo 4:10-14) O que quis impor a sua liderança, agora sabia que se não fosse pelo Espirito de Deus, os Israelitas não creriam que Deus o havia mandado ( Êxodo 4:1-9) O poderoso em guerra, agora sabia que não era ninguém, se não fosse pelo Espirito de Deus (Êxodo 3:11). Caiu os princípios de Satanás, foram eliminados, e substituídos pelos de Deus.

2 - Obediência Incondicional,  principal requisito para os filhos de Deus.

          Mas faltava uma coisa para Moisés aprender, a obediência incondicional. Moisés escolhido por Deus, se dirige para o Egito ao encontro do seu povo. E em meio ao caminho é acometido de uma doença, que segundo o texto era para a morte. Veja que loucura, Deus o escolhe para libertar o povo, e em meio ao caminho, Deus lhe impõe uma doença para morte!  As coisas de Deus são assim mesmo, não tem logica, é loucura aos olhos humanos. Moisés como todo hebreu, deveria cumprir o pacto que Deus fizera com Abraão, circuncidando todos os seus filhos ao oitavo dia. E Moisés como estava fora do seu povo, desprezou esta exigência de Deus,  não havia circuncidado seu filho Gérson, e este,  já era um homem feito, já tinha aproximadamente 40 anos, mas enquanto Gérson não foi circuncidado, e isto foi feito pela sua mãe, Zípora, Deus não o livrou da doença.(Êxodo 4:23-25).

          Gérson era o primogênito de Moisés, e se não estivesse circuncidado, quando o anjo de Deus passou ferindo todos os primogênitos no Egito, ele estaria entre os mortos. Era preciso obediência incondicional a todos os preceitos de Deus, não poderia haver brechas para Satanás, e caso Gérson fosse morto entre os primogênitos, esta seria a brecha que Satanás estaria esperando, um hebreu havia sido morto entre os primogênitos, e não somente Egípcios, e Deus não poderia deixar que isto acontecesse.

          Muitas vezes conosco, uma coisa que a palavra de Deus nos ensina, e as vezes nos parece banal, é o que está nos levando para a morte no nosso Egito. E muitas vezes, para podermos enxergar isto! Deus nos faz ver pela forma mais difícil.

B - O povo Israelita

          O versículo de Êxodo 13:17, diz que Deus os levou por um caminho mais longo. O povo assim como Moisés deveriam conhecer ao Deus a quem serviriam, pois assim como Moisés, vivendo tanto tempo entre os egípcios, quatrocentos anos, cultuavam os deuses da mitologia egípcia, sabiam da existência do Deus de seus país Abraão, Isac e Jacó, porém só o conheciam de ouvir falar.

          Naquele momento não eram nem um povo, eram um amontoado de ex-escravos, desacostumados com a guerra, os únicos instrumentos que sabiam utilizar eram os agrícolas, enxadas, foices, facão etc...Deus sabia que caso se encontrassem com os filisteus, seria um massacre, eram completamente despreparados. O outro detalhe é que para ir pela terra dos filisteus, não atravessariam o Mar Vermelho, é o local, onde hoje,  é o canal de Suez, acaso se arrependessem como diz o texto, teriam como voltar para traz(seta em amarelo). Estavam se dirigindo para um lugar no Mar Vermelho que também poderiam passar facilmente, a ponta do Mar Vermelho, hoje é o canal de Suez, e naquela época, dava para atravessar andando, as água no máximo chegariam ao meio das pernas (seta em azul). Poderiam ter optado em ir mais ao sul da terra dos filisteus (seta em vermelho), mais Deus os levou por um caminho mais difícil, veja o mapa

          Deus sabia tudo o que iria acontecer no futuro, Deus sabia que se rebelariam, que iriam murmurar, que iriam querer voltar para o Egito, então Deus os leva por um outro caminho, manda-os seguirem a rodear o Mar Vermelho (Êxodo 13:18) veja na foto de satélite o caminho que seguiram:

A parte em branco é o caminho que seguiram para se chegar a praia, que é a parte destacada em branco, a direita. Este é o único lugar no Mar Vermelho onde a profundidade é menor, é de cerca de 109 metros, pois em toda a sua extensão a profundidade varia de cerca de 900 a 1700 metros.
veja a foto por satélite



          Deus os levou por este caminho para que, de inicio,  lhes ensinar duas coisas: Obediência Incondicional e Dependência de Dele. Deus já havia mostrado que Ele era o único Deus, que os deuses da mitologia egípcia, eram simplesmente mito, não existiam e nunca haviam existido, cada uma das pragas do Egito, desmoralizava uma casta de deuses. Mas faltava o último, acabar com o sumo sacerdote de todos estes deuses, o faraó, que também era considerado um deus, era o golpe de misericórdia como diríamos hoje, no panteão de deuses egípcios! E foi o que aconteceu, o faraó e seu exercito foi tragado pelas águas do Mar Vermelho, veja algumas fotos arqueológicas do fundo do Mar Vermelho, muitos incrédulos diziam que Moisés nunca existiu, que era invenção dos hebreus, agora já se sabe, estão ai as fotos.
 
rodas de bigas
agrupamento de costelas humanas
 
                                                                                                                                                                                                                    
                                           como era uma bida daquela época

         A noticia deste do fato,  de Deus ter destruído faraó e seu exercito no Mar Vermelho, correu o mundo civilizado daquela época, e todos os outros povos, passaram a temer ao Deus dos hebreus, o Deus dos Israelitas. Então Deus passou a ser novamente conhecido em todo mundo civilizado daquela época. Afinal o Egito era a maior potencia da época, se Deus os desmoralizara completamente, imagine o que não faria com os outros povos de menor expressão, então todos passaram a temer o Deus dos Israelitas.

        Outra coisa que deveriam aprender, é que eram um povo, e não deveria haver dissenções entre eles. A começar pela liderança. Aprender a guerrear, como o fizeram contra Amaleque, a ter submissão e dependência de Deus. Pois água que bebiam, o manah que comiam, as codornizes, só aconteciam pela misericórdia de Deus. Aprender a confiar em Deus e obedece-lo incondicionalmente. E infelizmente, quase a totalidade dos Israelitas, não aprenderam, por isto ficaram no deserto, excessão a Moisés Arão, que ficaram no deserto, por desobediência, mas estão no sheol do salvos, e Calebe e Josué.

          E esta é a mesma escola pela qual Deus quer que passemos, esta é a formação profissional que Deus mais quer de cada um de nós,  e não precisa ser 40 anos como foi com Moisés, ou com os Israelitas,  o tempo dependerá do livre arbítrio de cada um. E difícil? é ! Mas está ao nosso alcance, e só depende de nós mesmos.

II- A ESCOLA DE DEUS

          Deus nos leva a passarmos por tempos difíceis, porque nós aprendemos com eles, e isto nos faz crescer, em tempos fáceis, não aprendemos nada! Quando passamos por tempos difíceis, somos desafiados por Deus em nossa fé.  Ele nos testa, para ver qual será a nossa resposta, em atitude, não que Ele já não saiba o que iremos fazer, Ele já sabe sim! Mas quem deve aprender, ser aprimorado, crescer, somos nós, então Ele testa para ver até onde nós crescemos, se somos merecedores daquilo que pedimos e desejamos.

          Lembram-se Abraão, Deus o testava e ele respondia com atitudes de crescimento, de obediência incondicional, mesmo que ele,  ainda não tivesse visto a benção, ou ela não tivesse acontecido, ele confiava naquele que prometia, porque sabia que não era qualquer um que prometia,  era o Deus único, Fiel, Misericordioso, que cumpria tudo o que falava ou prometia. Então Abraão mesmo sem a benção, levantava sacrifícios de louvor a Deus, pelo que Deus lhe prometia, pois pela fé tinha certeza que a receberia, e tudo o que lhe foi prometido recebeu! Então a nossa fé só cresce quando somos desafiados por Deus nela, e então temos que demonstrar por atitudes a nossa fé.

          Os Israelitas não estavam preparados para guerra, então Deus os levou a aprender com os Amalequitas, e uma das principais lições que aprenderam, é que o inimigo, e isto é estratégia do nosso inimigo também, e temos que aprender com isto, é que ele ataca o povo por traz, porque na parte de traz, estão os doentes, os cansados, os velhos, estão os mais vulneráveis. Então quando estamos em períodos de pouca fé, cansados, doentes, vulneráveis é neste momento que ele nós ataca para nos derrotar definitivamente. Então fique atento, não baixe sua guarda contra Satanás, firme-se sempre em Deus, na suas palavras, a Bíblia, e nas suas orações e suplicas, e mesmo que você ainda não tenha visto a benção levante sacrifícios de louvor a Deus, pelo que Ele vai lhe dar.

          Deus não nos mostra tudo de uma vez, a medida que avançamos na fé, Ele vai nos mostrando novas coisas, e nos desafiando para podermos crescer.  E a cada dia vai ficando mais difícil, porque Ele quer que você aprenda a conhece-lo e obedece-lo incondicionalmente, e até chegarmos a este ponto, seremos desafiados por Ele. Temos que ser como Abraão, muitos te chamarão de "sonhador", mas saiba que isto é um elogio, pois Abraão era um sonhador, sonhava os sonhos de Deus. Quando Deus o desafiou a entregar Isaque, estava tão dependente e obediente à Deus, que não pensou duas vezes, foi! Saiu bem cedo, e não disse nada a Sara, para que não fosse impedido, pois sabia, que mesmo que o sacrificasse, Deus o ressuscitaria, pois já havia visto isto no sono,  que teve no dia do pacto com Deus (Gênesis 15).

          E você já chegou ao ponto de sonhador? Você já sonha os sonhos de Deus? Eu já! E estou muito feliz por isto! Independente daquilo que me aconteça, eu sei em quem tenho crido! E Ele é fiel!

1- Quando você não tem mais ninguém, então você conhece a Deus.

          O paralítico de Betesda, não tinha ninguém que o ajudasse a chegar ao tanque, então conheceu a Jesus Cristo, e nem foi preciso ir ao tanque, o milagre aconteceu independente do tanque. Muitas vezes quando passamos por tempos difíceis, focamos a nossa visão naquilo que achamos que é a solução, e tornamos isto um objetivo a ser atingido, e queremos atingi-lo a todo custo.

          Como era o paralitico de Betesda, o seu objetivo era chegar ao tanque. E ele só via em sua frente o tanque, e se esquecia de que,  quem poderia resolver o seu problema, independente do tanque, era Jesus.  Conosco é a mesma coisa, esquecemos muitas vezes, que quem pode resolver o nosso problema é Deus, é Jesus, e isto é falta de fé, e nesta situação não crescemos, e o milagre não acontece. Enquanto estivermos olhando para o problema, e até mudarmos o foco da visão para Deus, passaremos por tempos difíceis,  a nossa visão deve estar focada em Deus, e não no problema.

          Quando você chegar ao ponto de ver que não tem mais ninguém que possa te ajudar, mas somente Deus, então você ficará mais íntimo Dele!

2- Passamos tempos difíceis.
 
          Passamos por solidão, e para muitos isto são anos! Sentimo-nos sozinhos, abandonados, com insonia, noites difíceis de se dormir, e muitos que não conhecem a Deus, nesta situação, vão ao suicídio. Mas nós que conhecemos a Deus sabemos que não estamos sozinhos, pois Ele mesmo disse, e se disse é fiel para cumprir, e Ele disse: Porque,  quando meu pai e minha mãe me desampararem, YAOHUH(SENHOR) me recolherá. ( Salmos 27:10) Mesmo que a nossa família carnal venha a nos abandonar,
           Deus sempre estará conosco, nunca estaremos sozinhos! Ele vela por nósYAOHUH(SENHOR) guarda a todos os que o amam. (Salmos 145:20). 

          Muitas vezes ninguém nos compreende, somos como peixes fora do aquário! Sonhadores! Ninguém acredita em nós! Veja o que diz Pedro: Tendo uma boa consciência, para que, naquilo que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo. Porque é melhor que padeçais, fazendo o bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo o mal. ( I Pedro 3:16-17). 

          Perdemos muitas vezes amigos, empregos, mas tudo isto faz parte da Escola de Deus. Mas saiba que Ele vai restituir tudo! Ele promete e cumpre!

          Você já viu uma águia? Se não viu também não tem problema, mas a águia é uma ave de porte grande, vive nos topos das montanhas, e sozinha. Pássaros pequenos voam em bando, águias voam sozinhas, e Deus quer que você seja como a águia. Mas os que esperam em YAOHUH (SENHOR) renovarão as forças, e subirão como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.(Isaías 40:31).
 
          Por dois motivos.
 
Primeiro: A águia, quando seus filhotes já estão crescidos, e precisam seguir o curso de suas vidas, a primeira coisa a aprender é voar. Mas os ninhos, normalmente, estão nos topos dos penhascos, e é claro os filhotes, não se arriscam de jeito nenhum. Então ela começa a colocar espinhos no ninho, e obriga-los a voar. Empurra-os para o abismo, mas é claro que está atenta, se perceber que não vão conseguir, elas os apara no bico antes de cair. Conosco é a mesma coisa, Deus nos leva a viver períodos difíceis, nos testa, mas está atento para ver se conseguiremos ou não, caso venhamos a fracassar Ele nos ampara.

Segundo: O texto diz que, serão renovados como a águia. A águias quando chegam a um certo período em suas vidas, se não me engano 40 anos, os seus bicos estão desgastados, e já não conseguem mas segurar as presas. Então elas se recolhem ao topo do penhasco, e batem o bico nas pedras, até retira-lo por completo, e no seu lugar, nascerá um novo bico. Mas isto leva tempo, e passam por dificuldades, mas ao final nasce um novo bico, e tudo se renova. Conosco é a mesma coisa, passamos por períodos difíceis para nos renovar.
 

3- Deus levou os Israelitas a tempos difíceis para os provar.
 

          Deus queria saber se eram capazes de aprenderem a cumprir os seus mandamentos.(Deuteronomio 8) A maioria foi reprovada! Se nós não formos fieis em coisas pequenas, nós não seremos fieis e coisas grandes! Deus nos prova muita vezes em coisas pequenas, Deus nos testa naquilo que falamos, e muitas vezes falamos meias verdades, e meias verdades também são mentiras, e é pecado, e então somos reprovados. Se você não quer repetir a prova, passe na primeira! Aquilo que você fala, deve ser confirmado pelas suas atitudes!

          A mensagem que você prega te obriga a vivê-la, seja ela boa ou má.  Porque se você não faz o que fala, se engana a si mesmo, mas não engana as outras pessoas, porque as pessoas te reconhecem pelas suas atitude e não pelo que fala.  Então seja fiel contigo mesmo e com Deus, pregue a mensagem de Deus, e viva a mensagem de Deus, seja como uma águia, e não seja levado pelos outros, pois quem anda em bando são pássaros pequenos, e Deus te quer como águia. Não interessa o que possa te acontecer, sempre confie em Deus! Viva os mandamentos de Deus, pregue os mandamentos de Deus, e então estarás aprovado na Escola de Deus.

4- Deus não quer que,  O procuremos,  somente pelo que Ele pode fazer.

          Deus não quer ser visitado por você, quando você passa por tempos difíceis, Ele quer viver com você. Ele quer que cresçamos, Ele quer que façamos a sua vontade, sigamos o exemplo de Jesus, e é possível, está ao nosso alcance, veja João 6:38 Porque eu desci dos céus, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.

          Não podemos desistir em tempos difíceis, porque se desistirmos somos fracos, e com Deus somos fortes, somos mais que vencedores. Provérbios 24:10 diz: Se te mostrares fraco no dia da angustia, é que a tua força é pequena. Então seja um vencedor, porque aquele habita em nós, e vive conosco, é o Deus dos impossíveis,  e ao passarmos pelo deserto das nossas vida, pelos tempos difíceis, as bençãos chegarão, e Deus tem prazer em ti, tem prazer em te abençoar.
 

CONCLUINDO
 
 
Filipenses 4:13 Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece. Com Cristo e em Cristo, você é um vencedor, nada pode te abalar!

 

Google+ Followers

Postagens populares