sábado, 17 de agosto de 2013

Elias: Fé e Determinação

 
Elias - Além da Transfiguração (Mateus 17),
 
          Elias também é lembrado em outro momento: quando ele afronta os profetas de Baal (I Reis 18:17). É neste fato que fica evidente de que a firmeza da sua fé o fazia sábio e determinado. Elias não teve medo de deixar claro sua fidelidade com Deus, ao pedir que toda Israel, os profetas de Baal e de Assuero fossem ao Monte Carmelo (I Reis 18:17-19) para testemunhar do poder Dele.
 
         Para que ele colocasse sua ousadia em prática, o medo não poderia fazer parte daquele momento, e isso, provavelmente, não seria fácil se Elias não tivesse uma fé inabalável, pois ali era ele contra 450 profetas de Baal (I Reis 18:22). Ao chegarem todos no local determinado, Elias discursou sobre a fé do povo, pois não criam em Deus e nem em Baal (I Reis 18: 21). Depois de ver que ninguém manifestou fé, ele propôs um desafio: que os profeta de Baal e ele clamassem e, o Deus que respondesse, seria o Deus daquele povo (I Reis 18:23-24).
 
          Os profetas de Baal ficaram mais da metade do dia clamando para que seu deus mandasse fogo e consumisse o bezerro que havia sido colocado no altar para sacrifício (I Reis 18:26) e nada aconteceu. A ousadia e certeza de Elias de que Deus se manifestaria naquele lugar eram tamanha, que ele ainda os ridicularizou (I Reis 18: 27). E, mesmo assim, eles ficaram ali, clamando a ponto de se autoflagelar. Mas nada aconteceu (I Reis 18: 28-29).
 
          Depois disso, Elias chamou a atenção de todo o povo, derramou muita água sobre o bezerro e fez uma simples oração. E o fogo consumiu tudo, até a água que escorria no chão (I Reis 18:30-39). Foi através da determinação, sabedoria e fé de Elias que o Senhor manifestou o seu poder e que aquele povo pôde reconhecê-Lo como Deus.
 
Ser um “Elias”
 
          O que fez de Elias um homem ousado, sábio, determinado? Ele tinha certeza do Deus a quem ele servia. Isso lhe dava segurança para confrontar os profetas de Baal diante de todo o povo de Israel. A fidelidade e aliança com Deus fizeram com que Elias tivesse uma intimidade tão sobrenatural com Ele, que a sua oração foi prontamente respondida. Já pensou a vergonha de orar e Deus não responder? Com certeza seria constrangedor a Elias, mas ele tinha fé suficiente que não dava espaço para a dúvida, para a insegurança.
 
          Será que você está tão preparado quanto Elias para enfrentar os “profetas de Baal” espalhados pelo mundo? Será que sua fidelidade para com Ele é tão real, a ponto de ser ousado, sem medo?
 
          Ele simplesmente teve fé e a colocou em prática. E como fé é a certeza das coisas que não se veem (Hebreus 11:1), é preciso ousadia para dar passos além dos naturais. É preciso sabedoria para entender o momento certo de falar, de confrontar. E mais ainda, é preciso ser determinado para ir até o fim com a decisão que tomou.

Google+ Followers

Postagens populares