sábado, 17 de agosto de 2013

Moisés: Bebê num pequeno cesto solto num rio.


Pela fé Moisés, já nascido, foi escondido três meses por seus pais, porque viram que era um menino formoso; e não temeram o mandamento do rei.” Hebreus 11:23

Moisés
 
          Vamos conhecer mais um homem, muito especial, que serviu a Deus de todo seu coração. Seu nome é Moisés. A história de Moisés começa a ser contada na Bíblia no livro de Êxodo, no capítulo 2. Moisés foi escolhido por Deus para tirar o povo de Israel de dentro do Egito.
 
          Quando Moisés nasceu, Faraó, um rei muito mal que governava o Egito, havia dado uma ordem para matar todos os bebês homens, filhos dos israelitas. Para não ver seu filho morto, Joquebede, a mãe de Moisés, colocou seu pequeno bebê em uma arca de junco (pequeno cesto) e o soltou em um rio, com sua irmã por perto, na beira do rio a vigiar. Aconteceu que a filha de Faraó, que estava tomando banho no rio, logo abaixo, encontrou o cesto e viu que tinha uma criança a chorar dentro do cesto. Com dó, ela resolveu ficar com a criança, mas precisava de alguém para amamentá-lo, foi então, que Mirian, a irmã de Moisés se ofereceu a achar alguém para cuidar do bebê e correndo, sem que a filha de Faraó soubesse, trouxe a própria mãe de Moises para cuidar dele para a filha de Faraó.
 
          Muita coisa especial aconteceu na vida de Moisés. Sendo ele já grande e sabendo que não era filho da filha de Faraó, certa vez se aborreceu ao ver um Egípcio ferindo um Hebreu e com isto, irou-se e feriu e matou o Egípcio. Moisés que acabou fugindo do Egito para não ser morto, e foi para o deserto. Mas Deus já tinha preparado o destino de Moisés e depois de algum tempo, apareceu para ele na sarça ardente (uma espécie de árvore pegando fogo, mas que não queimava). E então Deus ordenou Moisés a voltar ao Egito e a convencer Faraó a libertar o povo de Israel.
 
          Como esta não era uma tarefa fácil, Moises relutou muito em obedecer, mas voltou ao Egito, para cumprir a ordem de Deus. Devido a dureza do coração de faraó, Deus enviou dez pragas sobre o Egito: Transformou as águas do Egito em sangue; Encheu o Egito de rãs; Encheu o povo do Egito de piolhos.
 
           Depois a praga das moscas; Depois a praga das doenças dos animais dos Egípcios; Depois lançou sarnas (coceiras) que se tornavam úlceras sobre os Egípcios; Ainda a praga da saraiva de fogo que queimava tudo sobre o Egito; Depois a praga dos gafanhotos; E ainda a praga da escuridão, que deixou os Egípcios praticamente cegos por 3 dias. E a última foi praga que feriu os egípcios, foi a morte a todos os primogênitos (os filhos homens mais velhos de cada família).
 
           Só então o coração de Faraó amoleceu e o fez deixar o povo de Israel sair do Egito. Para comemorar esta vitória, Deus ordenou ao povo de Israel que fosse feita uma festa em forma de culto de agradecimento e deu a esta festa o nome de páscoa, que nada tem a ver com o coelhinho e os ovos de chocolates da páscoa comemorada hoje. Com tudo isso, Faraó ainda não se rendeu e perseguiu o povo de Israel até cerca-los em frente ao Mar Vermelho. Então, mais uma vez Deus agiu, abrindo o Mar para Seu povo passar e fechando novamente quando o exército de Faraó tentou atravessar, matando todos os seus soldados afogados.
 
          Moisés seguiu sua missão de levar o povo de Deus até a terra prometida e muita coisa especial ainda aconteceu em sua história, como os 10 mandamentos dados por Deus, que estão lá em Êxodo 20, a rocha que verteu água (Êxodo 17:6), o maná que caiu do céu (Êxodo 16) e muito mais. O que vamos aprender com Moises? Que Deus sempre tem um escolhido, para livrar seu povo do mal, assim como usou Noé, assim como escolheu Abraão, assim como escolheu você para, também, tirar muita gente da escravidão do pecado, através do amor do Pai na sua vida.
 
Lembre-se: Você é sal e luz para conduzir outras crianças para o amor de Deus, amém?!

Google+ Followers

Postagens populares