quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Apropriar-se das Palavras: elas são Comando de Ordem no Mundo Espiritual

 



Apropriar-se das Palavras

          Visto a Bíblia ter sido escrita para nós, podemos lê-la em primeira pessoa e viver o que nela está escrito.

"O que habita no esconderijo do Altíssimo, e descansa a sombra do Onipotente, diz ao SENHOR: meu refúgio e meu baluarte, DEUS meu, em quem confio. Pois Ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa." (Salmo 91:1-3)

          Agora vamos ler esse texto em primeira pessoa e viver essa palavra na nossa vida, tomar posse, declarar para todo o mundo espiritual ouvir: "Eu que habito no esconderijo do Altíssimo, e descanso a sombra do Onipotente, digo ao SENHOR: meu refúgio e meu baluarte, DEUS meu, em quem confio. Pois Ele me livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa." Da mesma forma, podemos fazer isso com grande parte dos textos bíblicos.

          A autoridade que DEUS deu-nos por meio de Sua Palavra, leva-nos a recebermos tudo aquilo que Ele tem para nós.


Profetizar

           DEUS incentiva-nos a profetizar, isto é, declarar o cumprimento de suas promessas, Sua Palavra, nas situações, em nossa vida ou na do nosso próximo. Profetizar é diferente de ter o dom de Profecias, assim como todos foram chamados para orar, mas nem todos tem o dom da intercessão.

          O SENHOR quer que profetizemos sobre as situações complicadas aos olhos humanos, fazendo-nos enxergar com os olhos dEle: enxergar vida no lugar de morte, restauração no lugar de destruição, lembrando que tudo o que ligarmos na terra, será ligado no céu.

"Então, me perguntou: Filho do homem, acaso, poderão reviver estes ossos? Respondi: SENHOR DEUS, tu o sabes. Disse-me ele: Profetiza a estes osso e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do SENHOR. Assim diz o SENHOR DEUS a estes ossos: Eis que farei entrar o espírito em vós, e vivereis. Porei tendões sobre vós, farei crescer carne sobre vós, sobre vós estenderei pele e porei em vós o espírito, e vivereis. E sabereis que eu sou o SENHOR. Então, profetizei segundo me fora ordenado, enquanto eu profetizava, houve um ruído, um barulho de ossos que batiam contra ossos e se ajuntavam, cada osso ao seu osso. Olhei, e eis que havia tendões sobre eles, e cresceram as carnes, e se estendeu a pele sobre eles, mas não havia neles o espírito. Então, ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, o filho do homem, e dize-lhe: Assim diz o SENHOR DEUS: Vem dos quatro ventos, o espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. Profetizei como ele me ordenara, e o espírito entrou neles, e viveram e se puseram em pé, um exército sobremodo numeroso." (Ezequiel 37:3-10)

           Ezequiel estava diante de uma situação catastrófica, mas foi instruído por DEUS para liberar palavras que revertessem aquela situação desfavorável. Sob tal instrução, de fato, todo o quadro reverteu-se, passando de morte para vida.

          Se teu irmão só dá mau testemunho, declare que isso já é passado, profetizando que ele nunca mais servirá de pedra de tropeço, liberando palavras de vitória no nome de Jesus. Além disso, aconselhe-o, a fim de evitar novos erros. Caso o problema seja pessoal, aja da mesma forma, mude isso no mundo espiritual e a consequência virá no mundo físico. Persevere, lute até o fim e jamais pare na adversidade. Declare sobre a sua própria vida as palavras necessárias para sua mudança.

          Uma palavra bem lançada ao alvo muda a história de uma vida, por exemplo: Cinco minutos gastos na companhia de um morador de rua, escutando sua história e falando a ele palavras proféticas, pode tirá-los dessa condição, pode ser aquele impulso que faltava para restauração dele. Sua palavra de conforto ao irmão angustiado tem o poder de mudar o rumo da vida dele. A sua palavra profética lançada sobre você mesmo tem o poder de te erguer e de te dar a vitória. A sua palavra bendita ao SENHOR tem o poder de te aproximar de DEUS.

          Existem várias formas de profetizar, entre elas podemos citar a leitura da palavra, a oração ou, então, a adoração.

          Cada um de nós deve fazer uma profunda reflexão sobre como temos usado a nossa língua: para o bem ou para o mal. Se o uso não for abençoado é necessário revê-lo e empenhar-se numa mudança, a fim de assumir o caráter de Jesus. A santidade deve envolver a nossa vida por completo, inclusive o falar.

          A intimidade com DEUS gera em nós um coração limpo, tornando nossas palavras agradáveis as pessoas. Não podemos ter duas fontes de água em uma mesma boca, uma para lançar palavras doces e outra para lançar palavras amargas. Assim como de uma cachoeira é impossível brotar água salgada, da nossa boca também precisa ser impossível sair palavras de maldição.

"O homem bom, do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal, porque a boca fala do que está cheio o coração." (Lucas 6:45)

          Saberemos qual é o nível da nossa intimidade com DEUS pelas palavras que saem de nossa boca, pois a boca fala do que está cheio o coração. De um coração limpo saem palavras limpas e de um coração sujo, palavras sujas.
 
 
O Nosso Redor nos Influencia

           Aquilo que está no nosso redor pode influenciar nossas atitudes, de modo semelhante a uma ida ao estádio de futebol, em que podemos escolher entre ficar na arquibancada ou no meio da torcida organizada. Se escolhermos ficar na torcida organizada, seremos extremamente influenciados a xingar, amaldiçoar, idolatrar, contaminar-nos com violência, ódio e morte, por outro lado, se ficarmos na arquibancada, em meio as famílias, nosso foco estará apenas na diversão e no entretenimento.

          Não devemos nos assentar na roda dos escarnecedores, para que não sejamos influenciados por idéias contrárias as de DEUS. Todas as vezes que ouvimos aquilo que não edifica e aceitamos, estamos sujando-nos e gerando pensamentos contrários a palavra de DEUS, o que devemos fazer. porém, é preservar nosso coração de toda espécie de contaminação.

"Bem aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores." (Salmo 1:1)

          É possível ser um verdadeiro servo de DEUS e, ao mesmo tempo, compartilhar conversas mundanas com teores de erotismo, piadas de mau gosto, palavrões, dentre outros?


Toda Palavra Liberada fica Registrada

          Na Bíblia, estão escritas palavras ditas por Jesus e, embora, tenham se passado mais de dois mil anos, elas continuam sendo pregadas para a salvação e cura, exatamente  como antes. As palavras propagam-se a uma velocidade assustadora e ficam registradas na história: tudo o que falamos aqui está sendo registrado no plano espiritual.

"A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um." (Colossenses 4:6)

          O apóstolo Paulo, inspirado por DEUS, aconselhou-nos a proferirmos palavras exclusivamente agradáveis, temperadas, equilibradas, amáveis, graciosas e, acima de tudo, verdadeiras, assim como eram as de Jesus. Este é o motivo pelo qual Ele atraía multidões: as palavras que saíam de Sua Boca e Coração eram acompanhadas de Atitude. Quando as palavras se revertem em atitudes, faz toda uma diferença na vida.

"De boas palavras transborda o meu coração (...) Nos teus lábios se extravasou a graça, por isso DEUS te abençoou para sempre." (Salmo 45:1 e 2)

          Essa maneira de viver só pode ser inspirada por DEUS e só é possível se desenvolvermos um caminhar com Jesus, pois assim, estaremos cheios e transbordantes do ESPIRITO SANTO.

          Há um princípio espiritual atrás do poder das palavras: "Se toda a palavra falada por DEUS não volta vazia, a nossa condição de representantes dEle aqui na terra faz com que toda palavra por nós falada também não volte vazia." Por isso, é importante vigiarmos nossa boca, aproveitando o poder conferido por DEUS a nós.

"Porque assim como descem a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra e a fecundem e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei." (Isaías 55:10 e 11)

          Só a raça humana, por ser semelhante a DEUS, detém esse poder no falar. Nenhuma espécie de animal possui esse dom e, como nós não somos animais, mas sim imagem e semelhança de DEUS, nossa palavra inspirada pelo ESPIRITO de DEUS é um comando de ordem ao mundo espiritual. Resta-nos conhecer e dominar esse dom: Consolar ou Afligir? Construir ou Destruir? Ensinar ou Enganar? Alegrar ou Entristecer? Devemos tomar posse das palavras de benção e rejeitar as palavras de maldição.

Google+ Followers

Postagens populares