quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Palavras de Benção: O que devemos fazer para o próximo e para nós mesmos!



Palavras de Benção

          O que DEUS espera de cada um de nós é que façamos um bom uso da boca e da língua. DEUS deu-nos autoridade nas palavras, uma boca para abençoar ao próximo, a si mesmo e bendizer a DEUS.

"E abençoarei os que tem abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem, e em ti serão benditas todas as famílias da terra." (Gênesis 12:3)

          O processo é o mesmo tanto para a benção, quanto para a maldição: ao amaldiçoarmos alguém, prejudicamos a vida da pessoa e atraímos a mesma maldição sobre nós, ao abençoarmos, porém, ajudamos a pessoa e a nós mesmos, uma vez que a benção também recai sobre nós.

"Bendito o DEUS e Pai de nosso SENHOR JESUS CRISTO, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em CRISTO." (Efésios 3:1)


Pensar Antes de Falar

          O SENHOR ensina-nos a sermos tardios no falar, isto é, devemos pensar antes de falar qualquer coisa, para não sermos precipitados nas nossas declarações, expondo conclusões equivocadas. Essa é uma maneira de usarmos nossa boca, de tal maneira a agradarmos a DEUS.

"Todo homem seja tardio para falar." (Tiago 1:19)

          Por muitas vezes, uma primeira impressão a respeito de um fato, leva-nos a uma conclusão falsa que não corresponde a realidade.

"Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma... Sejam poucas as tuas palavras." (Eclesiastes 5:2 e 3)

          Na condição de cristãos, precisamos deixar que a nossa língua seja totalmente controlada pelo ESPIRITO SANTO, sabendo falar ou calar no momento certo. As palavras tem poder e autoridade, elas não podem ser jogadas ao vento, é necessário que sejam sérias, com objetivos bem definidos, cheias de autoridade e unção.

          Existirão momentos de falar e momentos de se calar, haverá horas que DEUS dirá: "fique quieto e escute", bem como, existirão horas que Ele dirá: "abra a tua boca, pois quero falar através da tua vida." O curioso é que haverá mais momentos de escutar do que de falar. Talvez por isso mesmo DEUS tenha nos dado uma boca e dois ouvidos, ao invés de duas bocas e um ouvido.

          Muitas confusões, brigas, desunião na família ou no casamento, poderiam se evitadas se pensássemos antes de falar: quem sabe a família estivesse unida? O filho não tivesse entrado para o mundo do crime? Quem sabe estivesse ainda nos caminhos do SENHOR?

          São várias as hipóteses, mas, pelo menos, uma certeza nós temos: as palavras que saem de uma boca bem controlada por DEUS evitam uma série de problemas.

          Seria ótimo se pudéssemos voltar ao passado e mudar muitas frases que dissemos, mas infelizmente não existem máquinas do tempo para ajudar-nos e nunca existirão, pois Ele não permite esse poder aos homens e, isso, para que todos saibam que só o SENHOR é DEUS.

          As decisões a respeito do tipo de palavras a serem usadas, são tomadas no dia-a-dia e são essas decisões que sinalizarão o nosso futuro. Um futuro de benção e de paz faz-se com o plantio de palavras de benção e paz. Um futuro de maldição e de guerra faz-se com o plantio de palavras de maldição e de guerra. Há uma boa notícia, contudo: sempre é tempo de mudar, é possível recomeçar e acertar, não precisamos permanecer atolados na lama.

          Nossa boca deve ser uma arma sempre engatilhada e pronta a todo instante para atirar e lançar palavras de benção sobre o próximo, sobre nós e sobre o nosso DEUS.
  • Palavras de Incentivo: "Irmão, você vai conseguir, você é uma benção!"
  • Palavras de Vitória: "Eu sou mais que vencedor em Cristo Jesus, eu vou conseguir!"
  • Palavras de Conforto: "Persevere, pois DEUS é fiel e te honrará!"
  • Palavras de Gratidão: "Bendito é o meu DEUS a quem eu sirvo por amor!"
  •  

Google+ Followers

Postagens populares